terça-feira, 1 de junho de 2010

Bailinho das Medalhas ?

Faz sentido comemorar o dia 10 de Junho?
Sim, faz sentido… desde que o nosso Presidente da República não lhe volte a chamar o Dia da Raça como no ano passado.
Esperemos que este ano seja comemorado o Dia de Portugal e das Comunidades.
Espero também que os ecos da manifestação do passado dia 29 em Lisboa ainda se façam sentir em Belém e S. Bento.
É sobre isto que é necessária uma reflexão: desfilaram na capital cerca de 1/3 do eleitorado do BE e CDU!
Ora por muita organização que haja, nenhum partido coloca na rua tanta gente. Foram 300.000 a recusar liminarmente as soluções propostas pela dupla PS / PSD e, como está bom de ver, os manifestantes iam muito para lá do eleitorado de esquerda…
E é isto que deveria ser o pano de fundo do próximo 10 de Junho. Quantas medalhas irão brilhar, luzidias, no peito de quem tanto contribuiu para esta crise?
Quantos homenageados verão consagrados os seus esforços – conseguidos – de cimentar um regime, que embora politicamente democrático é desigual e marginalizante?
Vamos pois comemorar a falta de contrapartidas dos submarinos de Portas, o pântano de Guterres, o monstro de Cavaco, a crise de Sócrates?
Vamos comemorar o quê?
Este Portugal dos 600.000 desempregados e dos multimilionários da lista Forbes, dos idosos sem assistência médica, do insucesso escolar, dos salários mais baixos da Europa?
E depois, mais para o fim do dia, à hora dos telejornais, veremos as mesmas caras de sempre a falar deste Portugal liiiiindoooooooo de morrer, das belas praias e monumentos sem igual.
Veremos os que ocuparam as cadeiras do poder nos últimos 35 anos (Cavaco, Sócrates, Portas, Coelho, etc) a dizerem que o país está assim por causa da crise que eles próprios ajudaram a criar e… do PREC de 1975!
Nós por cá passaremos o 10 de Junho a “resmungar” como dizia, incomodado, um analista da nossa praça.
Sim: continuaremos a resmungar até que a voz nos doa e enquanto não houver justiça, igualdade e fraternidade neste país que agora se comemora.

Luis Mariano


Sem comentários: