domingo, 21 de fevereiro de 2010

Visita da deputada Rita Calvário ao Vimieiro e Estremoz

Rita Calvário e Ricardo Coelho
Sessão de debate em Estremoz
Museu Rural do Vimieiro

Não compreender que a defesa do meio ambiente se entrelaça com a justiça na distribuição de recursos, que os mais pobres são quem mais sofre com a crise ambiental e que as questões ambientais são questões sociais é cair no vazio da inacção que apenas beneficia um capitalismo assente no crescimento contínuo do consumo, legitimado pelo fetichismo da mercadoria. Isto nada tem a ver com a esquerda, que está sempre do lado da acção transformadora e emancipatória e da verdade. Daí que a justiça climática seja uma luta da esquerda moderna, sendo o obscurantismo negacionista apanágio da direita conservadora.
(Ricardo Coelho)

Sem comentários: