quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Um, dois, três, quatro... juristas

A Câmara de Estremoz dispunha de uma jurista.

O anterior mandato do Partido Socialista contratou outra.

O actual Presidente da Câmara (MIETZ) vai contratar mais dois…

Não resisto a citar as palavras de Luis Mourinha na tomada de posse do actual executivo: “Estremoz merece mais água, mais saneamento e menos resíduos, mais prioridade e proximidade às pessoas, mais investimento nas freguesias, Estremoz merece uma autarquia que esteja mais ao serviço dos cidadãos, Estremoz merece mais ordenamento, mais desenvolvimento económico, mais investimento na educação, na cultura e no desporto.”

Assim, para dar rápida continuidade a estas propostas, contrata mais dois advogados para somar aos já existentes.

Mas não são dois advogados quaisquer…

Um era o mandatário do MIETZ (Dr. Madeira) e o outro é o Dr. Raimundo advogado da Vereadora Sílvia Dias (a tal que renegou o programa político pelo qual se bateu em campanha eleitoral, ainda antes que o galo cantasse três vezes…) que se defende das acusações de trânsfuga.

A verba para estas contratações, incluindo o IVA e estimando um período de 4 anos de mandato, pode chegar aos 200 mil euros (quarenta mil contos)…

Por outro lado, ao contratar não um mas dois advogados de uma só vez, o Presidente da Câmara dá mostras de vislumbrar no horizonte nuvens negras de processos judiciais que dêem que fazer aos dois novos contratados.

Chegarão eles para as encomendas?

As declarações de António Bouça e a participação do Vereador António Ramalho à Associação de Municípios e ao Ministério Público, podem ser uma justificação para tal afã contratual.

Ou será apenas “more jobs for the boy’s”?

Mas para que os Estremocenses (especialmente os que legitimamente acreditaram que Mourinha iria ser diferente) não se amofinassem já com este mudar súbito de objectivos – da água para os assessores jurídicos – vem a promessa de que os Srs. Advogados darão por semana uma hora de consultoria jurídica à população.

O povo não cabe em si de contente…

Do discurso de Mourinha e do programa do MIETZ nada desceu ainda ao terreno, não há uma única ideia política de desenvolvimento para o Concelho. Já lá vão quatro meses de trabalho…

Luis Mariano

Sem comentários: