sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

MAIS APOIO

Petição à Assembleia da República

PELO ALARGAMENTO DO ACESSO AO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO

Há hoje cerca de 600 mil desempregados registados nas estatísticas oficiais. Outros 100 mil homens e mulheres estão desempregados mas não constam dessas estatísticas. O desemprego é o maior problema nacional.

Sabendo que centenas de milhares destes desempregados não recebem subsídio e estão por isso sujeitos à pobreza, os abaixo assinados apelam à Assembleia da República para que alargue o acesso ao subsídio de desemprego a quem tenha trabalhado e descontado pelo menos seis meses no ano que antecede o desemprego.

Manifestamos assim a nossa solidariedade para com quem trabalhou, descontou e não consegue emprego na grave crise económica que vivemos.

Proponentes:
JOÃO MANSO, desempregado, Moita
CRISTINA ANDRADE, psicóloga, activista FERVE, Porto
ARIANA MEIRELES, desempregada, Vila Real
ANDRÉ SILVEIRA, vigilante aeroportuário, Açores
JOÃO DIAS, desempregado, Aveiro
JORGE MAGALHÃES, dirigente Sind. Comércio, CESP, Gaia
CLARISSE CARVALHO, desempregada, Estremoz
CARLOS GUEDES, desempregado, Almada
ANTÓNIO GUERREIRO, mineiro, CN CGTP, Beja
ANA RITA RODRIGUES, desempregada, Viseu
ANTÓNIO SILVA, Presid. Sind. Comércio, Braga
ALBERTO SILVA, dirigente SINTTAV, Gaia
PAULO ALVES, actor, Lisboa
LUÍS COSTA, trab. precário, Faro
JOÃO ANTUNES, operador Call-Center, Coimbra
PAULO CÉSAR, intermitente do espectáculo, Lisboa
ANA ISABEL, professora a recibos verdes, Torres Novas
HENRIQUE BORGES, professor, dirigente SPN/FENPROF, Porto
MIGUEL VITAL, func. público, Vila do Conde
ANTÓNIO MANUEL PINTO, dirigente CESP-CGTP, Castelo Branco.

Brevemente, o Núcleo de Estremoz do BE levará para as ruas este abaixo assinado.

Entretanto podes desde já subscrever AQUI.

Sem comentários: